Aprendendo a enfrentar a ansiedade


Aprendendo a enfrentar a ansiedade

Por: Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica

Blog: blog.comportamentomagro.com.br
www.comportamentomagro.com.br


A ansiedade é muito presente na nossa vida, e somos submetidos a ela desde pequenos, quando enfrentamos a pressa da mamãe , o horário para se entrar na escola, a nova turma que vamos conviver, a chegada do próximo aniversário, o presente de natal.

Esse processo é vivenciado normalmente no nosso desenvolvimento, mas em alguns momentos nos incomoda e pode nos levar a comportamentos impulsivos como comer em excesso.

E se você é uma dessas pessoas , fique tranqüila, pois existem algumas formas de driblar isso.


Primeiramente é importante poder classificar em que nível se encontra, e assim poderá direcionar a melhor forma de agir para amenizar.

Em muitos casos, vemos que atividades como a Yôga tem resultados fantásticos, pois precisamos desacelerar e aprender a relaxar, o que ajuda e muito a controlar ou mesmo baixar seu nível de ansiedade. Não só esse tipo de exercício ajuda, qualquer outro que lhe traga satisfação e descarregue a tensão será benéfico.

Em outros casos mais sérios, pode haver a necessidade de ser medicado, e existem várias linhas terapêuticas para serem utilizadas, desde acumputura, fitoterapias(plantas), florais e até mesmo medicações de uso controlado.

Este último de se ser utilizado caso seu nível de ansiedade esteja interferindo nas suas atividades de vida diária, sendo importante a intervenção medicamentosa.

Aliado a esses tratamentos muitas vezes é necessário realizar uma psicoterapia individual, para averiguar quais são os gatilhos disparadores dessas situações, e assim solucionar e/ou amenizá-los, para que se tenha qualidade de vida .

“Eu descobri que sempre tenho opções, e algumas vezes isto é apenas uma escolha de atitude." (Autor desconhecido)


Por: Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica

Blog: blog.comportamentomagro.com.br
www.comportamentomagro.com.br

5 comentários:

Bonitas e bacanas disse...

Eu sou mega ansiosa. Teria que consultar um médico, mas eu sempre adio, sabe?

Graci disse...

Eu preciso muito controlar a minha

adorei a matéria

bjs

Jenny disse...

Só Deus sabe como isso me afeta, mas no meu caso é irreversível :/

ANINHA disse...

Meu nome é ansiedade ... kkk, brincadeiras à parte, sofro desse mal e tentei fazer de tudo, yoga (no meio da aula abro o olho qdo não pode, o povo do lado até dorme e eu fico espiando, não consigo ficar quieta), homeopatia (por anos e por vários motivos tentei mas ... sem resultado), entre outras coisas ... o que me ajuda muito é atividade física acelerada, spinning, corrida, natação ... nada parado ... aí, alivia minha ansiedade, emagreço, as dores diminuem e meu humor melhora ... ah, melhora tudo.

Gorda disse...

Oi meninas,tudo bem?

Adorei o blog de vocês! Quero convidá-las para conhecer o nosso: http://gorda-a-peca.blogspot.com .
Se tiver um tempinho,entra lá e participa com a gente!

Obrigada!
Beijo,
Equipe da Gorda