Tendinite


Tendinite

As palavras terminadas com o sufixo ‘ite’ indicam um processo inflamatório.

Tendinite, é a inflamação que acontece nos tendões, independente da localização, que surge usualmente através do excesso de repetições de um mesmo movimento (LER - Lesão por Esforço Repetitivo).


A tendinite vem sendo cada vez mais comum, não é adquirida necessariamente durante o trabalho mas com a difusão da informática, tornou-se uma importante doença ocupacional.


Se tornou mais comum nos dias de hoje, pois com o avanço da tecnologia, as pessoas passam muito mais tempo realizando uma determinada atividade, em um local apenas, e isso por um longo período, tanto que essa patologia costuma afetar principalmente quem realiza uma mesma tarefa por um longo período, não é raro encontrar pessoas que trabalham por longos períodos digitando apresentarem tendinite.


Causas:

Essa inflamação nos tendões se desenvolve devido a 2 causas principais:

1) Mecânica – esforços prolongados e repetitivos (LER), além de sobrecarga e má postura.
2) Química – desidratação, quando os músculos e tendões não estão suficientemente drenados, a alimentação incorreta e toxinas no organismo podem conduzir a uma tendinite.

Sintomas:

• Geralmente, a tendinite se manifesta principalmente com dores e incapacidade da pessoa realizar algum movimento.

• Quando a inflamação do tendão é mais intensa podem aparecer inchaço no local do tendão acometido;


Como a tendinite se trata de uma inflamação, outros sinais podem estar relacionados, como:

• Vermelhidão;
• Aumento da temperatura e um inchaço no local da inflamação do tendão.


Diagnóstico:

Exame clínico e anamnese são os primeiro procedimentos, neles são relatadas as dores, eventos que antecederam as dores, a partir daí pode-se formular hipóteses para a causa.

Outros exames podem ser pedidos para aumentar a exatidão do diagnóstico, tais como:


• RX;

• Ultra-sonografia;
• Ressonância magnética.

Como prevenir?

• Não realizar atividades de maneira ininterruptas. É recomendável que haja uma pausa de alguns minutos durante o trabalho ou alguma atividade que esteja realizando;

• Assim que sentir as primeiras dores, procurar fazer um diagnóstico e seguir o tratamento, bem como a fisioterapia quando indicada;


• Alimentação balanceada desde a prevenção até o tratamento;


• Realizar alongamento antes de se iniciar qualquer tarefa, não só para a prevenção da tendinite, como outras patologias;


• Boa postura.


Tratamento:

O primeiro passo para quem apresenta o diagnóstico de tendinite é o repouso.

O tratamento varia de acordo com o grau de tendinite, mais leves ou mais graves, geralmente os tratamentos utilizados são:


• Antiinflamatórios;


• Imobilização do membro;


• Fisioterapia;


• Crioterapia;


• Massagens;


• Acupuntura;


• Aplicação de corticóides (casos mais graves).


• No caso da tendinite de origem química, é aconselhável uma dieta alimentar especial, para prevenir a desidratação dos tendões, assim como pouca lubrificação.





Olá, meu nome é Thiago, sou Fisioterapeuta, tenho formação nas áreas de RPG, Aurículo acupuntura, Shiatsu e Pilates, sou membro da Associação Brasileira de Pilates ( ABP ). Estarei escrevendo semanalmente um tema sobre saúde, que compreenda as minhas áreas de atuação.

www.fisioterapias.com.br




Dr° Thiago quer saber: Você tem alguma sugestão ou algo que queira saber, o Dr° Thiago fará um post especial sobre o que você sugerir.. então, mande um email para andrezafsilva@bol.com.br

2 comentários:

ANINHA disse...

O q me ajuda bastante qdo trabalho horas no computador e dar aquela paradinha e me alongar ... faz uma diferença.
Bjooo

unhas minha arte {gel,fibra ,acrigel,porcelana e francesinha permanente} disse...

Muito bom,á matéria ,sou manicure e tenho muita dor ,mais numca vou no medico atráves do desenho que marca os locais da tendinite e a enformação do inchaço e vermelhão ,vou procura um medico .obrigada beijos.