Comemorações


Comemorações



Quem já não passou por essa situação?

- Coma mais um pouco querida!
- Estou fazendo regime, obrigada!

- Ah…não vai me fazer uma desfeita dessas né? Vou me sentir ofendida!
É muito comum em almoços de família sua mãe, tia, sogra se sentirem ofendidas quando ousamos dizer um : Não quero mais…estou satisfeita.

Em função da cultura estabelecida dentro do contexto familiar, a comida muitas vezes vem carregada de afeto, ou seja, vem marcada pelo amor a família.

Mas também vivemos essa situação fora da família, em festas, reuniões no trabalho,enfim, a questão é como é difícil para o outro lidar com nossa decisão de emagrecer.

Experimente então falar que está em regime, nossa!!!! Aguente a enxurrada….

- Só hoje, vamos comemorar! - Não seja estraga prazeres, vamos todos comer. - Ah! um pouquinho, só para experimentar.

Mas creio que a pior situação é quando embalamos nessas situações e nos “convencemos” que só naquele “momento” vamos sair fora de nossos objetivos.


Claro que temos que comer, estamos em uma festa, todos comemorando, mas também podemos escolher o que comer ou melhor, quantas coxinhas vamos comer!!!!

Importante mesmo é não sair alardando que está de “regime”, para que todos logo se encarreguem de entupí-lo de comida e que aproveite essa situação para comer mesmo.

Vamos tomar uma posição diferente?

Que tal chegar na festa com tranquilidade e escolher o que comerá, não contar que está se cuidando, e assim cuidar de si mesmo.

Nossa postura diante da vida e das situações é que irão determinar nossas vitórias e fracassos.

Então, vamos nos preparar para a próxima festa?


Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica – Curitiba



Luciana Kotaka – Psicóloga Clínica
Olá, sou Luciana Kotaka ,algumas já me conhecem outras não, sou Psicóloga Clínica, filiada a ABESO, Associação Brasileira de Obesidade e Síndrome Metabólica, pós graduada em Obesidade e Transtornos Alimentares e o foco do meu trabalho é emagrecimento e manutenção de peso e também os transtornos como anorexia, bulimia e compulsão.

Por: Luciana Kotaka
Psicóloga Clínica Silvia Luciana Kotaka
CRP- 08/06502-1
Psicóloga Clínica Transtornos Alimentares
Emagrecimento e Manutenção de Peso
Blog: blog.comportamentomagro.com.br
www.comportamentomagro.com.br

4 comentários:

ANINHA disse...

Ótima idéia da Lú, o segredo é a alma do negócio, rs, bj.
OBS: Ô Drê, vc ainda está sumida do meu blog, rs.

Shalina Cechin disse...

Oi!
Gosto muito do blog, sempre que posso passo por aqui pra dar uma espiadinha nas últimas novidades.
Também tenho um blog, se quiser passar por lá pra conhecer, e se tb quiserem me seguir, eu agradeço! Falo sobre moda, beleza, novidades, tendências, lançamentos, enfim, de tudo um pouco. Espero que goste!
http://glamouremfoco.blogspot.com/
Bjs e até mais!

Raquel Cecília disse...

Nossa essa é uma situação das mais típicas, e mais chatas não é não?

Eu não como e pronto... Mas isso se eu decidir que não quero, porque se eu mesma me liberar não precisa nem insistir! rsrs

Olha tem selinho para vc no meu blog, quando tiver oportunidade dá uma passadinha lá!

Bjinho!

Sandra disse...

Eu também passo frequentemente por essa situação, mas quando estou realmente determinada,fico firme no propósito de não me exceder. É principamente,agora, nesta época de comemorações de fim de ano que temos que estar preparadas para "não cair em tentação"!